Aula pública em Samambaia reforça papel social da Eletrobras

“A Eletrobras é uma estatal. O seu lucro deve vir em forma de recursos para a população, com uma energia de qualidade e a preço acessível”. A fala do secretário de finanças da CUT Brasília, Julimar Roberto, foi explanada em uma aula pública realizada pelo Sindicato dos Urbanitários do DF, que ocorreu em frente à estação Furnas, em Samambaia, nesta quinta (17). A atividade é mais uma ação contra a privatização do sistema de energia do Brasil.
Além de representantes de vários movimentos, a aula ao ar livre contou com a participação de alunos do Centro de Ensino Médio 414, de Samambaia, que assistiram atentos às exposições.

Julimar destacou que, com a entrega da Eletrobras e de outras estatais à iniciativa privada, a juventude será a mais atingida com os impactos negativos. O dirigente apontou ainda que o público jovem é uma das principais saídas para combater o desgoverno de Michel Temer. “A juventude é principal ponto, hoje, para reagirmos ao que está acontecendo, já que temos um parlamento que não cumpre com sua função, que é representar o povo. O que vemos hoje é troca de venda e de votos em detrimento de interesses próprios”, avaliou.

A dirigente do Stiu-DF Fabíola Antezana ressaltou a importância da estatal como estratégica para o desenvolvimento social, sendo a empresa que entrega energia mais barata do país. “Entregando uma empresa como essa para iniciativa privada, a última coisa que se terá preocupação é com quem está consumindo, pois o que passa pela cabeça do setor capitalista é o lucro pelo lucro. Por isso, nossa maior preocupação é como essa privatização vai impactar a população”, alertou.

A ação contou também com a presença da deputada federal Erika kokay (PT-DF), que denunciou as investidas de Temer para entregar as riquezas do país. “Em um país com regiões tão diferentes, como é que entrega a energia para iniciativa privada? Quem vai comprar não tem o menor interesse no desenvolvimento do Brasil. Seu único objetivo é lucrar. Vai ser vendida energia pelo preço de mercado. O povo brasileiro tem direito de ser dono da sua energia e dono das suas próprias riquezas”, finalizou.

Na próxima semana, a categoria realizará uma série de atividades para reforçar a mobilização. Além da paralisação de 72 horas, haverá ações no Congresso Nacional.

Fonte: CUT Brasília

Anúncios

Deixe um comentário ou enviei um e-mail para: auldf13@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s